Fux alega risco de anulação de provas em caso de Flávio Bolsonaro

Luiz Fux falou a Andréia Sadi, no G1, sobre a liminar que concedeu suspendendo a apuração sobre a movimentação financeira de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

Segundo o vice-presidente do STF, as provas coletadas na primeira instância envolvendo o senador eleito poderiam ser anuladas na investigação do Coaf por violação da prerrogativa de foro privilegiado.

Fux ressaltou que não suspendeu o caso –apenas o enviou ao ministro Marco Aurélio Mello, relator do processo.

“Se eu não o fizesse, a investigação toda poderia ser prejudicada. Todo mundo sabe que não tenho hábito de suspender investigação.”

Comentários

  • Paula -

    Fux não suspendeu nada - só mandou o processo para o defensor do Lula no STF - MAM.

  • Mauricio -

    Até parece. Cada vez mais exótico.

  • Bakumenko -

    O Senador Renan está se deliciando. Vai receber um Flávio Bolsonaro no Senado de cabeça baixa.

Ler 80 comentários