Fux anuncia no CNJ projetos de combate à corrupção

Fux anuncia no CNJ projetos de combate à corrupção

Luiz Fux anunciou hoje no Conselho Nacional de Justiça quatro projetos de combate à corrupção a serem implementados durante seus dois anos na presidência no órgão.

O primeiro deles consiste na criação de varas colegiadas para combate a organizações criminosas. “O objetivo é conferir maior proteção e segurança aos magistrados que julgam processos que envolvem organizações criminosas”, afirmou o ministro.

Fux também falou em criar um Laboratório de Combate à Corrupção, Lavagem de Dinheiro, Recuperação de Ativos e Efetividade. A ideia é usar a tecnologia para analisar “grandes volumes de informações”.

O terceiro projeto é a criação de um Sistema de Combate à Corrupção, pelo qual o Judiciário fará um “diagnóstico das necessidades” dos tribunais para o enfrentamento de desvios e principalmente para otimizar a recuperação de ativos.

Dentro desse sistema, seria criada uma rede de laboratórios para “compartilhamento de experiências, técnicas e soluções voltadas para análise de dados financeiros”.

Por fim, Fux disse que vai trabalhar pelo aprimoramento da gestão de bens apreendidos nas investigações contra corrupção, com atualização de normas do próprio CNJ.

“Nossa diretriz é reduzir os custos com a guarda e o depósito de bens pelo Poder Judiciário, otimizando a gestão dos recursos financeiros e físicos”, disse.

Fora da agenda anticorrupção, o ministro também prometeu ampliar a digitalização dos processos, priorizar medidas de combate à violência doméstica, homofóbica e de gênero, e também de preservação do meio ambiente.

Leia mais: Moro exclusivo: 'Um teste moral para o país'
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 48 comentários
TOPO