ACESSE

Fux nega pedido para soltar gestantes na pandemia

Telegram

Luiz Fux negou pedido apresentado por defensorias públicas de 16 estados para soltar, em razão da pandemia, todas as mulheres presas gestantes, puérperas ou lactantes.

Na decisão, afirmou que, como o habeas corpus foi apresentado de modo genérico, não há conceder a liberdade para todas essas mulheres.

Ele determinou, no entanto, que os juízes observem resolução de março do CNJ que recomenda aos juízes avaliar individualmente cada situação para a concessão de prisão domiciliar.

“Eventuais ocorrências de constrangimento ilegal à liberdade e à saúde pública das detentas gestantes, puérperas e lactantes apenas podem ser verificadas de forma individual e concreta, a partir de análise primeira do juízo de origem competente, no afã de se permitir, de modo seguro e específico, a avaliação da situação de cada paciente, em razão das particularidades subjetivas envolvidas em cada caso”, afirmou na decisão.

Leia mais: A guinada de Bolsonaro para ficar no poder

Comentários

  • Ruy -

    Este pedido só funciona se for acompanhado de "luxuosos". Grávidas, gestantes, etc., nem falar. é o nosso stf.

  • Marcelo -

    Mulheres grávida , senhor servidor público do supremo , se forem contaminadas e chegarem a óbito . É duplo homicídio ou não é ?

  • Inacio -

    Em resumo , a justiça é sinônimo de dinheiro , por isso , individualmente. Se a bolada é boa , solta. Pergunta pro Gilmar e Cia.

Ler 11 comentários