Fux recomenda trabalho remoto no STF pelas próximas duas semanas

Fux recomenda trabalho remoto no STF pelas próximas duas semanas
Foto: Rosinei Coutinho/STF

Diante da escalada da pandemia de Covid-19, Luiz Fux liberou o “home office” para sua equipe e a administração do STF durante as próximas duas semanas.

Ele recomendou que os servidores dos demais gabinetes também trabalhem de modo remoto. O ministro não irá ao tribunal para presidir presencialmente as sessões do plenário.

“Neste momento de piora da situação sanitária, a presidência pede que haja um esforço mais amplo de redução, inclusive nas áreas prioritárias que estavam em trabalho presencial mediante cuidados”, diz o comunicado interno.

A medida foi tomada a partir de recomendação da Secretaria de Serviços Integrados de Saúde do STF, comandada por Wanderson Oliveira, que foi auxiliar de Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde.

Leia mais: Enquanto Brasília faz tudo errado, a Crusoé continuará fazendo o certo: fiscalizando o poder.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO