ACESSE

Gabbardo defende cancelamento de festas: "Comemorar o quê? Cem mil mortos?"

Telegram

João Gabbardo Reis, integrante do Comitê de Contingência da Covid-19 em São Paulo, defendeu neste domingo o cancelamento de festas e eventos em meio à pandemia.

“Não tem a menor condição de nós termos um evento em que haja aglomeração de pessoas enquanto estivermos em uma fase de crescimento da epidemia. Isso é impensável”, disse à GloboNews.

“Eu pergunto: qual seria o sentido de fazermos eventos comemorativos ao final deste ano? Comemorar o quê? Cem mil mortos? 120 mil mortos que a gente poderá ter até o final do ano?”

Na semana passada, como registramos, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou o cancelamento do Réveillon na Avenida Paulista este ano.

 

Leia mais: O erro dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

  • Cátia -

    Certíssimo

  • Alexsandro -

    Gabbardo tem o meu respeito

  • Margarida -

    Está muito certo. O país está de luto.

Ler 136 comentários