Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Gabinete de Luis Miranda rejeita intimação da PF; deputado diz ter marcado depoimento para dia 20

Oitiva será sobre compra da Covaxin; Miranda afirmou que estava em SP nesta terça e que, como se trata de caso criminal, a intimação não poderia ter sido entregue a terceiros
Gabinete de Luis Miranda rejeita intimação da PF; deputado diz ter marcado depoimento para dia 20
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O gabinete de Luís Miranda não recebeu uma intimação para que o deputado preste depoimento à Polícia Federal no âmbito do inquérito que apura se Jair Bolsonaro cometeu crime de prevaricação, registra o Estadão.

O inquérito foi aberto com base nas denúncias do próprio deputado e de seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, reveladas por O Antagonista e depois levadas à CPI da Covid.

Segundo os irmãos, o presidente foi avisado de indícios de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin; ele não tomou, porém, nenhuma providência.

Ouvido por O Antagonista, o deputado explicou que estava em São Paulo nesta terça-feira (13) e que, como se trata de um caso criminal, a intimação não poderia ter sido entregue a terceiros.

Mais tarde, Miranda disse ao site ter conversado por telefone com o delegado da Polícia Federal responsável pelo inquérito do caso Covaxin e marcado seu depoimento para a próxima terça, dia 20.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO