ACESSE

Gabrielli nega

Telegram

José Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras, prestou depoimento nesta manhã — em uma das ações da Lava Jato — como testemunha de defesa de Silvio Pereira, ex-tesoureiro do PT.

Silvio, segundo as investigações, teria recebido propina da empresa GDK para ajudar a empresa em contrato com a Petrobras nas obras da Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas, no Espírito Santo.

“O que eu afirmei no meu testemunho é que eu não tive nenhuma relação com Silvio Pereira sobre nenhum contrato. E, como diretor financeiro, eu não tinha nenhuma relação com o processo de contratação”, disse Gabrielli a jornalistas.

Comentários

  • samir -

    se abrir a boca suja vai morrer!!!...é a lei dos petralhas!!!..

  • Democracia -

    Bom, eu trabalhei 35 anos no Banco Central do Brasil - Relações Internacionais. Posso afirmar com absoluta segurança que um Presidente de uma organização não apenas SABE de tudo, mas que também PARTICIPA de tudo e DECIDE tudo. Como é que o Paulo Roberto Costa ainda não revelou documentos provando a participação do seu amado Presidente Gabrielli em TODOS OS ROUBOS perpetrados na "nossa - deles" Petrobras? Está passando da hora de colocar o Gabrielli no banco dos réus de Curitiba.

  • Resta -

    Foram os E.T.s que roubaram a Petrobras... O quadrilha do PT que foi propositadamente escolhida a dedo pelo Lulladrão e seus comparsas nada sabem, nada fizeram, nada roubaram... São todos estúpidos funcionais. Cadeia neles...por ação e omissão !!!

Ler 25 comentários