Gabrielli quer acusações diretas

José Sérgio Gabrielli rebateu em nota as acusações de Agosthilde Monaco, alegando que “as delações premiadas destes corruptos confessos não fazem acusações diretas”. É sempre “ouvir dizer”, “fulano comentou” e “sicrano disse”.

No caso da delação de Monaco, o sicrano é “Nestor Cerveró”. Foi Cerveró quem sorriu e disse a Monaco que Gabrielli precisava honrar compromissos políticos com dinheiro do negócio de Pasadena.

Se Gabrielli quer acusações diretas, a Lava Jato pode conseguir com Cerveró.