Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Garcia: SP libera 2ª dose da Pfizer para grávidas e puérperas que receberam 1ª da AstraZeneca

Decisão contraria orientação do Ministério da Saúde sobre não combinar vacinas
Garcia: SP libera 2ª dose da Pfizer para grávidas e puérperas que receberam 1ª da AstraZeneca
Reprodução/Governo do Estado de São Paulo/YouTube

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, disse nesta quarta (21) que as grávidas e puérperas no estado que receberam uma 1ª dose de vacina da AstraZeneca poderão receber como 2ª dose a vacina da Pfizer.

“O governo de São Paulo libera os municípios para aplicarem a 2ª dose da vacina nas gestantes e puérperas que tomaram a 1ª dose da AstraZeneca”, disse o vice-governador, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

“Portanto, a partir do dia 23 de julho, na próxima sexta-feira, as grávidas e puérperas que tomaram a 1ª dose da vacina AstraZeneca estarão liberadas para tomarem uma 2ª dose da vacina da Pfizer”, acrescentou.

A coordenadora estadual de vacinação, Regiane de Paula, disse que cerca de 9 mil grávidas e puérperas em SP receberam uma 1ª dose da vacina da AstraZeneca.

As grávidas devem receber a dose da Pfizer na mesma data em que receberiam a 2ª dose da AstraZeneca, já que o intervalo recomendado dessas duas vacinas no Brasil é o mesmo (12 semanas).

A decisão contraria orientação do Ministério da Saúde. Ainda não existem estudos conclusivos sobre os riscos e benefícios de combinar doses de vacinas diferentes.

Leia maisGrávidas que tomaram vacina da AstraZeneca não devem mudar na 2ª dose, diz Saúde

Mais notícias
TOPO