“GEDDEL LIVRE É RISCO IMINENTE DE PREJUÍZO AO INQUÉRITO”

Na decisão que prendeu Geddel Vieira Lima, obtida em primeira mão por O Antagonista, o juiz Vallisney de Oliveira diz que a liberdade de Geddel Vieira Lima representa risco iminente “de prejuízo ao processo e ao inquérito, sobretudo no estágio das investigações da Operação Cui Bono”.

“É que em liberdade, Geddel, pelas atitudes que vem tomando recentemente, pode dar continuidade a tentativas de influenciar testemunhas que irão depor na fase de inquérito da Operação Cui Bono, bem como contra pessoas próximas aos coinvestigados e réus presos Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves e Lúcio Bolonha Funaro, seja por meio de pessoas próximas a estes réus, ou parentes próximos, como, por exemplo, com a continuidade das investidas telefônicas ou até pessoais com mais intensidade contra a esposa ou até irmão de Lúcio Funaro.”

Faça o primeiro comentário