General congelado

Sérgio Etchegoyen foi levado por Alexandre Parola, porta-voz de Temer, para dar uma palestra no Instituto Rio Branco.

Os futuros diplomatas ficaram surpresos com o discurso que parece ter saído da Guerra Fria.

Etchegoyen falou sobre a “lassidão moral” que impera no país e a necessidade de se combater o “inimigo interno”.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 34 comentários
  1. 60 mil mortes por ano.
    Cidadãos desarmados, bandidos armados.
    Carga tributária de tempo de guerra.
    “Autoridades” intocáveis através de uma legislação de exceção.
    Doutrinação nas escolas, o pior ensino do mundo criando gerações de pobres.

    Se isso já não é o quadro de uma guerra…

  2. Então ele falou de modo “muito carinhoso” sobre a GUERRA
    dentro da qual o Brasil está atolado, assolado e destruído.
    Eu gostaria de ter assistido essa palestra.
    Pelo menos não terá havido nem erros de português
    nem cheiro de cachaça no recinto.

  3. O problema é que os futuros diplomatas só estudam livros esquerdistas, globalistas e afins. Naturalmente, acham toda a realidade, algo impossível, por não bater com a utopia. O cara mais informado do país, vai lá, manda a real, e é tachado como louco. Pobre Brasil!

  4. Perfeito o comentário do General

    Talvez tenha sido a conclusão mais lúcida do ano

    Mas a ESQUERDA CAVIAR continua insistindo que o inimigo não é a ESQUERDA

    Deve ser difícil olhar para o espelho e saber que são parte do problema e não da solução

    PS: Sou de CENTRO, mas reconheço o INIMIGO INTERNO VERMELHO

  5. E os dândis engomadinhos ficaram assustadinhos quando ouviram outras versões do mundo que não as dos ecológicos esverdoengos esquerdóides defensores dos frascos e comprimidos?

  6. Esqueceu-se de ressaltar que o Gen. não é do PSDB para fazer sequer uma meia ‘ mea culpa’, e pior, é chefe do Gabinete de Segurança Institucional do Temer. Portanto, notório caso em que Narciso se volta contra o espelho!

  7. Esperar oq dum antro de comunas fabianos,esse instituto rio branco.De la q saem os nossos anoes diplomaticos q adoram republiquetas africanas e bolivarianas..O coitado do general gastou saliva a toa.

  8. Certíssimo o General!!! Péssimo sinal é terem estranhado a linha do discurso do militar. São exatamente os inimigos internos nos 3 poderes, sindicatos, partidos políticos e mega empresários espúrios que nos destruíram e continuam a fazê-lo , sem encontrar força contrária. O povo precisa cair de pau nesses inimigos já!!!!!

  9. Será que não é o país que se encontra congeladíssimo?!?!!
    Alguns asseguram que nem os ares da Revolução Francesa passaram por aqui…
    Tomara que não demore, juntamente com as guilhotinas bem afiadas em profusão!!!

  10. O diagnóstico do general é correto!
    O Brasil está como uma geleia, sem consistência nenhuma.
    Cultura popular podre, imprensa lixo, Congresso vagabundo, Judiciário falho, e etc.
    Um pais sem literatura, sem cinema, sem música de qualidade.
    Uma profunda decadência moral, inversão de valores, e subversão.
    O esforço de destruir o país continua vivo, infelizmente.
    Brasil, cobaia do globalismo socialista.