General Mourão nega ser antidemocrático

O general Hamilton Mourão, vice de Jair Bolsonaro, fez hoje uma palestra no Secovi, o sindicato do mercado imobiliário de São Paulo.

“Falei da Constituição e fui tachado de antidemocrático. Se eu fosse, não estaria participando da eleição. Estaria limpando minha 45 e aguardando dias melhores”, declarou o general. “Nossa Constituição é terrível. Ela abriga de alfinete a foguete”, acrescentou.

Segundo o relato de Tabata Viapiana, repórter da CBN, Mourão falou também da necessidade de Bolsonaro negociar com o novo Congresso.

“Bolsonaro vai atravessar a pé a praça dos Três Poderes em fevereiro, com nosso plano de governo embaixo do braço, e vai discursar no Congresso: ‘Olha, temos que fazer isso e aquilo e precisamos dos senhores’. E aí vamos negociar.”

Comentários

  • CLEBER -

    O general está certíssimo,o jornalismo militante distorce suas palavras,ele tem que desenhar para não ser mal interpretado.Uma vergonha essa imprensa com partido .

  • Marçal -

    Grande orgulho de nossas Forças Armadas. O último baluarte da honestidade e segurança do Brasil. General Mourão é um digno representante desta e do Brasil. Bolsonaro e Mourão unica solução dem

  • Antonio -

    O nobre general está certo! Mas há que tomar muito cuidado com certas Org. Criminosas comandadas pela redes de comunicações/pesquisas (Globo/Ibop/Bandeirantes (Folha/datafolha), que odeiam Bolsona

Ler 142 comentários