General Ramos nega nomeação para o comando do Exército

General Ramos nega nomeação para o comando do Exército
Foto: Marcos Corrêa/PR

Em mensagem de WhatsApp a colegas de farda, o general Luiz Eduardo Ramos negou a possibilidade de deixar o Planalto para se tornar comandante do Exército no lugar de Edson Pujol, conforme revelado por O Antagonista.

Segundo a mensagem a que a Coluna do Estadão teve acesso, o ministro-chefe da Secretaria de Governo chamou as notícias de sua “eventual nomeação” de “totalmente infundadas e, certamente, baseadas em inverdades de caráter puramente especulativo e sensacionalista”.

Ramos ainda alegou ter ido para a reserva, no meio do ano, justamente para evitar “ilações desta natureza” e disse que o Exército “deveria permanecer preservado desses tipos de divagações caluniosas”.

O Antagonista mantém as informações publicadas.

Leia mais: As empreiteiras da era Bolsonaro
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 24 comentários
TOPO