Gerente de Medicamentos da Anvisa diz estar à disposição para debater com russos

Gerente de Medicamentos da Anvisa diz estar à disposição para debater com russos
Reprodução/TV Câmara/YouTube

O gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa, Gustavo Mendes Lima Santos, disse nesta terça (27) a uma comissão da Câmara dos Deputados estar à disposição para discutir a decisão de rejeitar a importação da Sputnik V com pesquisadores russos.

“O nosso apelo aqui para os deputados, e acho que ter o Gamaleya aqui, ter os pesquisadores aqui para a gente fazer um debate científico sobre a questão dos vírus replicantes, a questão do controle de qualidade, a questão da mudança dos equipamentos, da mudança do local, das mudanças que foram feitas para tornar essa vacina uma vacina comercial, tudo isso a gente poderia discutir, eu me coloco à disposição“, disse Gustavo, à comissão externa de enfrentamento à Covid.

O farmacêutico também relatou dificuldades da inspeção da Anvisa na Rússia.

“Nós, na apresentação ontem (26), a gente deu um passo-a-passo de toda dificuldade que nós tivemos para montar essa missão para a Rússia. Cancelada várias vezes, adiada. Muitas vezes disseram, ‘olha, não podemos receber vocês, vamos deixar para o mês que vem’. Uma série de dificuldades que nós enfrentamos para mandar a equipe lá”, disse.

“Todas as dificuldades de ‘ah, não é aqui, é ali, não é nesse laboratório, é em outro’, tudo isso nós enfrentamos para receber informações. E não é o fato de que a visita no Instituto Gamaleya não foi possível por questões de logística, segurança, que pesou na nossa decisão ontem”, acrescentou.

Leia maisGerência da Anvisa recomenda rejeitar importação da Sputnik V por risco de adenovirose

Leia mais: Enquanto dezenas de países do mundo já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil patina entre duas vacinas.
Mais notícias
TOPO