GESTORA DE PRESÍDIO DOOU PARA SILAS CÂMARA E FAMÍLIA

A Umanizzare, fenômeno na gestão de presídios, despejou R$ 200 mil no caixa 1 da campanha de Silas Câmara em 2014. O deputado é autor do projeto para censurar a transmissão de julgamentos do STF, onde responde a vários inquéritos.

A mesma empresa também investiu R$ 400 mil na campanha fracassada da ex-deputada Antônia Lúcia (hoje no PR), mulher de Silas, e mais R$ 150 mil para tentar eleger Gabriela Câmara, filha do casal.

Regina Celi Carvalhaes de Andrade, sócia da Umanizzare, repassou ainda R$ 44 mil para o diretório do PSD, partido de Silas.

Faça o primeiro comentário