Gestora de presídio é um fenômeno nacional

O complexo penitenciário Anísio Jobim é uma das oito unidades prisionais administradas pela Umanizzare Gestão Prisional, que em pouco tempo se tornou um fenômeno na gestão de presídios no País.

Criada em 2011 em Goiânia, a Umanizzare está em nome de outras duas empresas: Celi Participações S/A, de Regina Celi Carvalhaes de Andrade, e LFJ Participações, de Arleny de Oliveira Araújo e Larissa Freitas de Carvalho.

No ano passado, a empresa mudou sua sede para São Paulo, registrando capital social de R$ 62 milhões.

A Umanizzare administra seis unidades no Amazonas e duas em Tocantins:

Presídio Barra da Grota, Araguaína/TO; Presídio CPP Palmas, Palmas/TO; Unidade Prisional de Puraquequara UPP, Manaus/AM; Instituto Penal Antônio Trindade IPAT, Manaus/AM; Centro de Detenção Provisória de Manaus CDPM, Manaus/AM; Complexo Penitenciário Anísio Jobim COMPAJ, Manaus/AM; Unidade Prisional Itacoatiara UPI, Itacoatiara/AM; Centro de Detenção Provisória Feminina CDPF, Manaus/AM.

Faça o primeiro comentário