Ghosn quer US$ 17 milhões em indenizações de montadoras

Telegram

Os advogados de Carlos Ghosn, ex-presidente da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, pedem que as montadoras japonesas na Holanda paguem a ele US$ 17 milhões em indenizações.

Segundo a Reuters, a defesa do executivo também solicitou a liberação de documentos relacionados à sua demissão da Nissan Motor e da Mitsubishi Motors.

Os pedidos fazem parte de um processo judicial aberto por Ghosn, em 2019, contra as montadoras japonesas na Holanda, argumentando que sua demissão foi ilegal.

Comentários

  • Alf -

    Carlos Ghosn vai ser candidato a presidência do Líbano. Foi responsável pela evitar a quebra da Nissan. Sua carreira foi brilhante, penso que vai levar sua inocência.

  • Benedito -

    Holanda nao, Paises Baixos...faz favor

  • Eduardo -

    O cara rouba descaradamnete e depois não quer ser demitido!

Ler 5 comentários