ACESSE

Gilberto Carvalho confirma reunião de Lula com operador da Zelotes

Telegram

Gilberto Carvalho afirmou há pouco à Justiça Federal que, de fato, ocorreu reunião entre o ex-presidente Lula e Mauro Marcondes, acusado de articular esquema de corrupção investigado na Operação Zelotes. O ex- chefe de gabinete do petista, no entanto, ressaltou que o encontro aconteceu com outros empresários do setor automotivo e não exclusivamente com ele.

Carvalho está sendo interrogado pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10 ª Vara Federal de Brasília. Ele e Lula são acusados pelo crime de corrupção passiva por supostamente aceitar promessa para receber recursos ilegais em 2009.

De acordo com a Procuradoria, Lula e Carvalho aceitaram promessa de vantagem indevida de R$ 6 milhões para favorecer as montadoras MMC (atual HPE) e Caoa na edição da medida provisória 471, de novembro de 2009. Em troca, o dinheiro serviria para arrecadação ilegal da campanha eleitoral do PT. O esquema era intermediado, segundo o Ministério Público, por Marcondes.

“Lula tinha grande interesse em conversar com empresas sobre a expansão da descentralização dos empregos no Brasil˜, afirmou.

Carvalho disse que Marcondes tinha demandado encontros com Lula como representante da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e que o ex-presidente o conhecia dos tempos de negociações sindicais.

“Era conhecido pelo presidente Lula das negociações lá atrás. Figura que a gente conhecia. Não tinha amizade”, declarou.

Carvalho disse que não recebeu nenhuma proposta indecorosa de Mauro Marcondes.

Ex-amigo de Lula diz que entregou para o petista gravação com pistas sobre assassinato de Celso Daniel. LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 23 comentários