Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Kassab: "É evidente que ninguém vai esperar Bolsonaro dar o golpe"

Presidente do PSD disse a O Antagonista que seu partido pode rever posição sobre impeachment após os atos de 7 de Setembro
Kassab: “É evidente que ninguém vai esperar Bolsonaro dar o golpe”
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Gilberto Kassab, presidente do PSD, repetiu a O Antagonista o que disse a Míriam Leitão: segundo ele, seu partido apoiará o impeachment de Jair Bolsonaro “se a escalada contra a democracia continuar”.

A linha de corte, acrescentou Kassab a este site, será a postura do presidente da República nos atos de amanhã, 7 de Setembro.

“Se ele subir o tom… Ele tem se manifestado [contra a democracia], quase ultrapassou a linha, mas ainda não ultrapassou.”

Perguntamos o que seria esse “ultrapassar a linha”.

“Vamos aguardar as manifestações de amanhã. Se ele ultrapassar a linha do suportável, do ponto de vista político, e ficar claro que ele trabalha para dar o golpe, que vai partir para as ações, e não estará mais somente nas manifestações, é evidente que ninguém vai esperar ele dar o golpe.”

Kassab insistiu:

“Vamos observar amanhã. Caso fique constatado, pela observação com análise política, que efetivamente há um trabalho do presidente para o golpe, seria um absurdo não trabalharmos pelo impeachment.”

Bolsonaro deverá participar dos atos de amanhã na Esplanada dos Ministérios e na Avenida Paulista.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO