Gilmar analisa habeas corpus de Crivella

Gilmar analisa habeas corpus de Crivella
Foto: Nelson Jr/STF

Chegou ao gabinete de Gilmar Mendes um pedido de Marcelo Crivella para revogar sua prisão domiciliar, concedida em dezembro pelo presidente do STJ, Humberto Martins.

Apesar de o Supremo estar em recesso — o que levaria o pedido a Luiz Fux ou Rosa Weber — Gilmar Mendes continua despachando e, por isso, está apto a decidir no caso.

Crivella foi preso no dia 22 de dezembro em um desdobramento da Operação Hades, deflagrada para investigar o “QG da Propina” na prefeitura do Rio. No mesmo dia, a prisão preventiva foi convertida em domiciliar por Humberto Martins.

A defesa de Crivella diz que a medida não é mais necessária, uma vez que ele já deixou a prefeitura e não teria mais influência política para cometer crimes; e que a investigação, já encerrada, se refere a “fatos antigos”.

Leia mais: Crusoé revela documentos de leniência que a holding JBS omitiu da Justiça. Há ainda novos detalhes de repasses feitos a ministros do atual governo e ao Instituto Lula.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO