Gilmar dá 10 dias a Temer para explicar decreto

Em viagem à Romênia, Gilmar Mendes deu a Michel Temer –que está em viagem à China– dez dias para explicar o decreto que extinguiu a Reserva Nacional de Cobre e Associados.

Contestado pelo PSOL, o decreto sobre a Renca, que ocupa áreas do Amapá e do Pará, visa regulamentar a exploração mineral “apenas na área onde não haja sobreposição com unidades de conservação, terras indígenas e faixa de fronteira”, segundo o governo.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 32 comentários
    1. E assim caminha a humanidade. Agora, deram a Gilmar uma missão “Limpa Jardim” ou “Limpa a sua Barra” tudo feito para pensar que Gilmar também decide questões outras que não libertar Assassinos e bandoleiros perigosos.

    2. Já está combinado o tipo de explicação que será dada.
      Gilmar deve considerar satisfatória a explicação e rejeitar a contestação do PSOL.
      Há um tipo de concubinato adulterino entre o Judiciário e o Executivo, como mostram os encontros fora de agenda.

    3. Importante é saber o porque e para quem estava reservado. Não permitir que a reserva seja feita de acordo com os interesses do mercado internacional, prejudicando os interesses do Brasil em utilizar os referidos minérios – é mais do que preciso.

    4. Perguntar não ofende.

      Por acaso, Gilmar Mendes, nessa viagem, dará alguma passadinha por Portugal?
      Quem sabe para levar sua digníssima esposa para comer um pastelzinho de Belém…
      Ele adora as praças e BANCOS da terrinha querida.

    5. Claro, bastou mexer com os interesses dos donos do Brasil – leia-se, grupos internacionais que usam e abusam dos macacos falantes chamados brasileiros – que um dos lacaios faz jogo de cena. A dura realidade é que desde meados dos anos 1990 o Brasil virou de vez uma colônia de exploração. O imaginário da população inclusive foi trabalhado pelos vendidos de sempre – mídia, políticos, acadêmia, esquerda – para tornar praticamente repugnantes quaisquer palavras, que dirá atos, contra a agenda dos senhores do país. Basta ver a quantidade de idiotas que aparecem aqui para posar de santos – santarrões é o que são na verdade – pagando pau para esses canalhas que destroem o país e impedem que o Brasil prospere. Eles devem achar que um país fica rico com BBB, agenda gay, novelas, socialismo e submissão aos interesses de todo tipo de aventureiro que aporta por aqui. Trabalho, riqueza físicas, educação, patriotismo, na cabeça desses vermes, são termos intangíveis.

    6. Nossa……10 dias? O temer vai retornar antes pra atender o beicola amigo da barata……
      Alias essa excelência precisa explicar o motivo desta viagem a romenia acompanhado da esposa e quem esta pagando….
      Estamos de olho viu carminha sonsa…….

    7. Agora a fase do teatro para enganar a população, depois vai dizer que tudo esta dentro da legalidade…fala sério, nos tomam como trouxas retardados, somente eles são os seres pensantes e inteligentes, bando de fdp

      1. E está mesmo… ninguém fez nada contra os exploradores, agora governo quer legalizar Fica essa gritaria saco cheio desse povo, Temer bora trabalhar

      1. Amiga xucra, mesmo viajando, Gilmar tá trabalhando, pena que vc não possa dizer o mesmo do seu candidato viajandão.
        Em 2016, Bolsonaro gastou quase R$ 400 mil em passagens aéreas, aliás, seu filho Eduardo, também adora viajar, durante a votação para presidente da câmara, ao invés de estar ao lado do pai candidato, estava surfando na Austrália.

    8. Repara só, juiz não trabalha. Vive viajando, dando palestra, participando de seminários, e os processos dos cidadãos, muitas vidas, ficam paradas esperando o bom humor dos “supremos”, empilham, e, a partir de agora, dependemos também da boa vontade das esposas dos “supremos” … que vide dura, sô!!!
      A vida é muito desigual e injusta!

    9. Segunda informações, a área é do tamanho da Dinamarca, mas só tem 1.000 índios por lá.
      Ou seja, um país inteiro para um bando de preguiçosos que nada fazem e vivem pedindo dinheiro público para o básico.
      É o mesmo que aconteceu no Acre. Agricultores produziam centenas de toneladas de arroz por ano. Foram expulsos porque tinha que dar a terra para os índios. Um ano depois os índios estavam pedindo cestas básicas para a Funai porque estavam morrendo de fome. E os agricultores que plantavam arroz foram espalhados pelos Estados e muitos também estavam passando dificuldades, pois perderam tudo que tinham construido.
      Brasil, terra onde só os corruptos prosperam e os que trabalham sofrem.

    10. Na verdade esses malandros que são contra a exploração das riquezas minerais do país, vivem em apartamentos no Rio de Janeiro ou São Paulo e são financiados por organizações que desejam manter o Brasil como país de 3o. mundo.
      Organizações como a Holandesa Greenpeace que nada tem a ver com o Brasil são os principais obstáculos para o desenvolvimento de países como o nosso.
      E o pior, a mídia idiota e a esquerda corrupta gritam toda vez que é necessário cortar um arbusto no meio de um oceano de floresta.

      1. O Greenpeace é um dos maiores anunciantes da Rede Globo, da GloboNews e do Jornal O Globo. Nada é em vão!

    11. Mais de 50% do território brasileiro é composto de reservas indígena, florestal e mineral! Não há país que se desenvolva desse jeito!
      Vivem dizendo que o Brasil é um país riquíssimo, o país mais rico do mundo, cheio de reservas naturais e minerais, mas simplesmente tem um monte de imbecil e malandro que não deixa o país explorar suas próprias riquezas, gerar investimentos, empregos, renda e desenvolvimento para as populações regionais!
      O que é que adianta um país cheiro de riqueza embaixo do solo se essa riqueza não pode ser explorada? Ou melhor, até pode, mas apenas por índios e ONGs da Europa e EUA!
      Qual país europeu não explora um pedaço de terra, não planta um pé de uva, de azeitona, não explora reservas de petróleo, de minério de ferro, de ouro…? O Brasil é muito bizarro, mentalidade de terceiro-mundo!