Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Gilmar diz que demora para aprovar Mendonça é "ciúme" do Senado

Até hoje, o presidente da CCJ do Senado, Davi Alcolumbre, não marcou a sabatina do ex-AGU. Para o ministro, o problema não está no currículo do candidato
Gilmar diz que demora para aprovar Mendonça é “ciúme” do Senado
Reprodução

Gilmar Mendes também comentou, na live do Valor, sobre a demora na aprovação do nome de André Mendonça para o Supremo. Até hoje, o presidente da CCJ do Senado, Davi Alcolumbre, não marcou a sabatina do ex-AGU. Para o ministro, o problema não está no currículo do candidato, mas num “certo ciúme do Senado em relação à Câmara”.

“Acho que temos um problema político inusitado. Eu não antevia que o Senado não iria deliberar com tanta rapidez nesse caso. E não vislumbro que o problema esteja associado ao candidato, que tem um bom currículo e que se comporta de maneira digna nas questões institucionais. Me parece que é por causa da tensão política que se criou. Se vocês olharem, a gente percebe que há aqui algum tipo de querela que se manifesta entre Câmara e Senado, um certo ciúme do Senado em relação à Câmara.

Para o ministro, trata-se de uma “crise institucional”. Ele disse ainda que é preciso resolver isso logo, pois “o tribunal foi concebido para ter 11 membros”. “No nosso caso, a segunda turma está funcionando com 4 membros. Não é o ideal.”

Leia também reportagem da última edição da Crusoé sobre a pregação de André Mendonça. Assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Mais lidas
  1. Manhattazanas (sem adeus)

  2. Os 31% do 'outro candidato'

  3. O complexo do polissílabo

  4. O partido bolsonarista

  5. Artilharia antiaérea

Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO