ACESSE

Gilmar diz que Weintraub foi "pífio" no MEC e teve "fuga cinematográfica"

Telegram

Gilmar Mendes, em entrevista à CNN, classificou como “pífia” a passagem de Abraham Weintraub pelo Ministério da Educação.

Ainda segundo o ministro do STF, o episódio da ida do ex-ministro para os Estados Unidos — onde deve assumir uma diretoria no Banco Mundial — “seria cômico se não fosse trágico”.

“Muitos de vocês têm dito que, enquanto a vista alcança, [Weintraub] teria sido talvez o pior ministro da Educação da história do Brasil. E deu aquele espetáculo tétrico naquela malfadada reunião [ministerial] em que ele, tendo minutos preciosos para informar o governo sobre o que estaria fazendo na área da educação, disse que prenderia vários vagabundos, inclusive vagabundos do STF”, disse Mendes.

“[Weintraub] Sai em uma fuga um tanto quanto cinematográfica. De fato, isso é muito ruim para o governo. O governo tem que melhorar muito todo o seu sistema interno de controle para não se expor a todas essas situações. Isso fala muito mal de nós como nação”, prosseguiu Gilmar.

Ele disse ainda:

“Acredito, de qualquer forma, que a sua saída explica um pouco o seu desempenho pífio no âmbito do Ministério da Educação. […] É certamente o final de um triste episódio. Mas acho que foi uma medida elogiável do governo ter demitido um ministro por absoluta inépcia e incapacidade.”

Leia mais: A coluna exclusiva de Moro na 'Crusoé': assine e ganhe um ebook sobre o ex-juiz e ex-ministro. Clique e saiba mais

Comentários

  • EGIDIO -

    Palavras de um ninguém. Pífio no STF. Mais que isso, ridículo no STF. Fazem um por par.

  • Paulo -

    Difícil comentar, não acho essa figura digna de comentários. O que o Weintraub disse numa reunião privada não deveria ter sido divulgado por um outro colega dessa figura.

  • Oliveira -

    Juíz deve manifestar-se somente nos autos. Se não o fizer, não passa de um político sem votos.

Ler 106 comentários