Gilmar e Toffoli votam para manter solto doleiro alvo da Câmbio Desligo

Ricardo Lewandowski acaba de pedir vista, suspendendo, assim, o julgamento de um pedido da PGR contra a soltura de Athos Albernaz Cordeiro, doleiro preso na Operação Câmbio Desligo e solto por Gilmar Mendes no mês passado.

O próprio Gilmar, claro, e Dias Toffoli votaram pela manutenção da decisão de soltura. Edson Fachin e Celso de Mello se posicionaram no sentido contrário.

Placar parcial: 2 a 2.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 32 comentários
  1. O lewandowisky vai pedir um pro wiskynho e todo mundo já sabe o voto. Não deve ter recebido ou quer um a mais pra votar. Enquanto isso o cara fica livre pra ir atrás do agrado.

  2. O problema do brasil nao e a camara nem o senado o maior problema de currupçao começa no nosso STF que abençoa essa corja de ladrao que existe politica se o STFF fosse linha dura isso nao aconteceria.

  3. PGdeJustiça do RJ recebia 150 mil de delator para ‘armar’ a defesa de todo o esquema Cabral. A ex- mulher do Toffoli, assim como ele, recebe 50 mil de mesada da atual mulher do próprio Toffoli.

  4. Imagina quantos ministros, juízes, empresas e políticos não estão envolvidos com o sistema dos doleiros? Foram rastreadas 3 mil offshores, mas deve ser muito mais. A máfia da toga está na guerra.

  5. O fim deles vai acontecer durante a “maldição do judiciário”. Um por vez e de formas diferentes, mas vão morar com o capeta (pobre capeta), e lá serão mandados. Já estoquei foguetes para festejar.