Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Gilmar estende suspeição de Moro a ações do sítio e do Instituto Lula

Ministro decidiu sozinho porque se tornou relator do processo ao vencer julgamento na Segunda Turma
Gilmar estende suspeição de Moro a ações do sítio e do Instituto Lula
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Numa canetada, Gilmar Mendes estendeu a suspeição de Sergio Moro para outros dois processos em que o ex-juiz da Lava Jato atuou contra Lula: o do sítio de Atibaia e o Instituto Lula.

Ontem, a Corte confirmou a suspeição no caso do triplex.

O pedido da defesa foi feito em abril e reiterado hoje pelos advogados do ex-presidente. Com a decisão, as investigações de todos esses casos ficam anuladas. Eles recomeçam a tramitar, da estaca zero, na primeira instância da Justiça Federal em Brasília.

Gilmar decidiu sozinho porque se tornou relator do processo, por ter vencido o julgamento de março da Segunda Turma que, por 3 a 2, julgou Moro parcial no processo do triplex.

“Nos três processos, houve a persecução penal do paciente em cenário permeado pelas marcantes atuações parciais e ilegítimas do ex-juiz Sergio Fernando Moro. Além disso, diversos dos fatos ocorridos e que fundamentaram a decisão da Turma pelo reconhecimento da suspeição são compartilhados em todas as ações penais, como os abusos em conduções coercitivas e na decretação de interceptações telefônicas, o levantamento do sigilo da delação premiada de Antônio Palocci Filho com finalidades eleitorais em meio ao pleito em curso naquele momento, entre outros”, escreveu Gilmar Mendes na decisão.

Leia aqui a íntegra.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO