Gilmar Mendes: “As coisas estão sendo magnificadas”

Antes de Geddel Vieira Lima pedir demissão, Gilmar Mendes comentou o episódio ao participar de um evento organizado pela Fiesp, em São Paulo:

“As coisas acho que a meu ver estão sendo magnificadas. Na verdade há uma grande confusão. Hoje lendo em diversos jornais eu vejo algo assim inusitado, a história de que o ministro teria gravado o presidente da República.”

E mais:

“De fato se isso ocorreu é um fato que vai para o Guinness, alguma coisa realmente inusitada e claro absolutamente despropositada. Que um profissional, do ministério, do Itamaraty, tenha este tipo de conduta suscita realmente bastante preocupação.”