ACESSE

Gilmar Mendes e o "alerta" de Celso de Mello

Telegram

Em entrevista ao Estadão, Gilmar Mendes comentou a comparação feita por Celso de Mello entre o Brasil atual e a Alemanha de Hitler e considerou a declaração do decano como um “alerta”.

“O que o ministro Celso quer dizer é que essa escalada, se houver o silêncio e a inércia das pessoas que defendem a democracia, daqui a pouco pode ser tarde. Foi isso que ele quis nos advertir, lembrando o que ocorreu inclusive na República de Weimar, chamando atenção para o fato de que, em princípio, Hitler chega ao poder pela via normal, mas depois obtém poderes excepcionais e passa a utilizá-los. Não vou imputar ao presidente propósitos ditatoriais, mas é claro que no seu entorno há gente que está a reverberar o fechamento do Congresso, do STF, uso das Forças Armadas. São todos propósitos inconstitucionais. Quem tem responsabilidade de comando, inclusive, tem de dizê-lo.”

Leia também: Até quando ele conseguirá frear Bolsonaro?

Comentários

  • Virgolino -

    Pare de falar !!Peça para sair !!!

  • Paulo -

    Somente uma imprensa manipuladora e mentirosa da crédito este Sr. Tudo q sai dele eh manipulação, mentira e nocivo ao bradil. Este minisyto d9 STF eh amigo dos maiores corruptos do Brasil.

  • Paulo -

    EM BERLIM FOI ASSIM, QUANDO VIRAM ERA TARDE, QUANDO A TIRANIA, O SADISMO E ROTINA, ASSISTIMO INDIFERENTE, NAO NOS PRONUNCIAMOS, OS TEMPOS SAO OUTROS, NAO APRENDEMOS NADA, SOMOS NUMEROS, BASTA.MORREMOS

Ler 140 comentários