Gilmar Mendes: “Eu não sou de São Bernardo e não faço fraude eleitoral”

Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski bateram boca no STF.

Gilmar Mendes disse a Lewandowski:

“Eu não sou de São Bernardo e não faço fraude eleitoral”.

Lewandoswski, que é de São Bernardo do Campo e foi indicado ao STF pelo dono do restaurante preferido de Lula, respondeu:

“Vossa Excelência está fazendo ilações incompatíveis com a seriedade do STF, e está introduzindo um componente político na sua fala, isso é evidente”.

Gilmar Mendes cortou-o:

“Pouco importa”.

O debate sobre o impeachment não pode ficar restrito às pedaladas fiscais e à Câmara dos Deputados. As fraudes eleitorais cometidas pelo PT e por Dilma Rousseff, e que foram denunciadas por Gilmar Mendes, no TSE, têm de entrar na discussão.

A PF precisa acelerar suas investigações sobre a campanha petista. O Brasil só pode evitar o colapso se houver o máximo de transparência.

Faça o primeiro comentário