ACESSE

Gilmar pede informações ao STJ e à Justiça do Rio sobre caso Queiroz

Telegram

Gilmar Mendes pediu informações ao Superior Tribunal de Justiça, ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e ao juiz Flávio Itabaiana sobre a investigação sobre a rachadinha de Flávio Bolsonaro na Alerj.

As informações servirão para instruir o habeas corpus em que Fabrício Queiroz pediu para derrubar a prisão preventiva decretada em junho contra ele e a mulher na primeira instância.

O ex-assessor alega que a medida é inválida porque, em julho, o TJ-RJ decidiu que o caso deve tramitar na segunda instância da Justiça.

Gilmar Mendes também quer informações do STJ por causa da decisão de julho de João Otávio de Noronha, durante o recesso, que concedeu a Queiroz e Márcia Aguiar a prisão domiciliar.

Está pendente de decisão uma nova análise do pedido, mas pelo relator do caso, Félix Fischer.

Leia mais: Exclusivo: a imprensa livre na mira

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 21 comentários