ACESSE

Gilmar proíbe investigação contra advogados de Paulo Preto

Telegram

Gilmar Mendes deu salvo-conduto aos advogados José Roberto Figueiredo Santoro e Raquel Botelho Santoro Cezar, alvos da Lava Jato.

A dupla defende Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-diretor do Dersa e apontado como operador de políticos do PSDB.

Em sua decisão, segundo o Estadão, o ministro proibiu a força-tarefa da Lava Jato de abrir inquérito policial ou qualquer outra investigação criminal contra os dois advogados.

Gilmar determinou ainda que os membros da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba fossem investigados criminalmente e administrativamente, “tendo em vista os relevantes indícios de crimes de violação de sigilo funcional”.

O novo golpe dos hackers (agora contra nós). LEIA AQUI

Comentários

  • Joelson -

    Estamos vivendo em estado de exceção estabelecido monocraticamente pelo ministro mensaleiro e apoiado por botafogo, caboré e mito paternal. Estamos fritos. Acabou o estado democrático de direito ...

  • Joelson -

    Investigar procuradores da Lava Jato ???

  • Antonio -

    O Gilmar Mendes, junto com o Toffoli, Lewandovisk, Carminha, Alexandre de Morais, a Rosa Weber e o Celso de Melo, são a escrotidão do STF.

Ler 232 comentários