Gilmar relata ação sobre a Amazônia

Gilmar Mendes será o relator da ação do PSOL que contesta os atos de Michel Temer liberando a mineração na Renca, na Amazônia.

As decisões do ministro do STF interromperão os processos nesse sentido que estiverem tramitando em primeira instância.

15 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. Esse puxadinho do PT nunca reclamou contra o desmatamento brutal no governo da Dillmanta, e vem agora fazer presepada!! A exploracao mineral bem feita nao e nenhum problema. Entre no google earth e veja o projeto Carajas, onde a unica area presrvada e a da Vale!!,

  2. Mas, que ninguém fique pensando que ele mandou o STF “sorteá-lo” para dar mais essa força ao maldito farsante, validando o decreto. Há lá um algoritmo absolutamente ético e imparcial, acima de qualquer suspeita, que nem flores de estranhos recebe, sábi?.

  3. Está difícil postar. Em meu primeiro comentário aparece uma mensagem que eu estou postando rápido demais. Preciso tentar pelo menos duas vezes a cada comentário. Haja…

  4. Imagino a frustração do PSOL ao ser sorteado Gilmar Mendes, o advogado infante de Temer, tucanos, corruptos e banqueiros no STF. Agora também será o advogado de mineradoras.

  5. Se fosse uma reserva cheia de baratas coberta com flores o Min. Gilmar seria pela preservação, a despeito das ponderações de princípios que um ‘hard case’ envolve:
    1- princípio 1 – governo Temer – já ajuda demais – decisão no TSE – encontros fora da agenda – estratégia de defesa do governo sendo articulada em conjunto – é preciso reequilibrar as decisões tendenciosas;

    2- Princípio 2 – o direito de preservação das baratas – até as bombas as preservam – por isso tem mais força para o desate desse difícil conflito entre princípios constitucionais gilmarianos.