ACESSE

Gilmar solta acusado de fraude no Postalis

Telegram

Gilmar Mendes ordenou a soltura do empresário Arthur Mário Pinheiro Machado, preso em um desdobramento da Operação Lava Jato no Rio, informa o G1.

Como O Antagonista mostrou na semana passada, o MPF acusa Machado de ser “o grande líder da organização criminosa” que dilapidou vários fundos de pensão, especialmente Serpros, dos funcionários do Serpro, e Postalis, dos Correios.

O ministro do STF transformou a prisão em medidas cautelares: o empresário não pode manter contato com os demais investigados nem deixar o país sem autorização da Justiça. Também deve entregar o passaporte em até 48 horas.

Comentários

  • Fran -

    Esse cara afetado devia apanhar

  • Barbosa -

    Imagina o trabalho de tantos envolvidos e o custo da operação, até prender um sujeito deste porte, que desviou milhões e vem um pilantra vendido, desafia a todos para mostrar que é o bam bam bam e com uma simples canetada solta. Há! Se tivesse ao menos um GENERAL MACHO, PATRIOTA. Com semi-deus, só General.

  • HJTAVARES -

    O Gilmar desacata quem ele quer e afronta a sociedade e a s instituições ao seu bel prazer, apenas para se deliciar com isso.... Num quadro de instituições dirigidas por canalhas corruptos, todos subornados, desmoralizados e protegidos pela trupe que deveria ser guardiã da constituição, nenhum bem à vista.... lamentável, mas o brasil não mais se livrará desse estigma.

Ler 133 comentários