Gilmar suspende investigação sobre desembargador da carteirada

Gilmar suspende investigação sobre desembargador da carteirada
Foto: Carlos Moura/SCO/STF

Gilmar Mendes suspendeu o inquérito sobre desembargador Eduardo Siqueira, que, em julho do ano passado, humilhou um guarda municipal em Santos ao se recusar a usar máscara na praia.

Em dezembro, por 10 votos a 3, a Corte Especial do STJ decidiu, em julgamento, abrir a investigação, para apurar abuso de autoridade, infração de medida sanitária e desacato.

A defesa recorreu ao Supremo com a alegação de que não foi intimada do julgamento e pediu para suspender a investigação para evitar que ele fosse interrogado pela PGR.

Gilmar viu violação ao contraditório e à ampla defesa.

“A iminência do início da instrução do inquérito precipita o risco de ocorrência de prejuízos de difícil reparação ao paciente, afigurando-se prudente a suspensão do procedimento administrativo até que as razões verossimilhantes de mérito da impetração sejam oportunamente apreciadas”, escreveu na decisão.

A decisão vale até nova deliberação pela Segunda Turma do STF, que só volta a se reunir em fevereiro. Ainda não há, porém, data para julgamento na Corte.

Leia mais: Crusoé mostra como a corte do STF volta a ser palco de troca de farpas entre ministros, intrigas e até ameaças após o julgamento da reeleição no Congresso.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO