Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Gilmar suspende quebra de sigilos de produtora bolsonarista

Segundo senadores da CPI da Covid, a Brasil Paralelo divulgou informações falsas sobre o coronavírus ao longo de toda a pandemia
Gilmar suspende quebra de sigilos de produtora bolsonarista
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

O ministro do STF Gilmar Mendes suspendeu na noite desta quinta-feira (2) a quebra dos sigilos telemático e telefônico da produtora bolsonarista Brasil Paralelo, que havia sido determinada pela CPI da Covid, até o julgamento de um mandado de segurança no plenário da Corte.

Gilmar também restringiu o período da quebra dos sigilos. A decisão estabelece que só devem ser repassados ao colegiado dados sigilosos referentes ao período da pandemia, ou seja, datados a partir de 20 de março de 2020.

A medida cautelar determinada pela CPI permitia o acesso a informações a partir de janeiro de 2019.

Segundo senadores da comissão, a Brasil Paralelo divulgou informações falsas sobre a pandemia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO