ACESSE

Gilmar volta a criticar militarização do Ministério da Saúde: “Que isso seja revisto”

Telegram

Gilmar Mendes voltou a criticar na noite deste domingo a militarização do Ministério da Saúde. Ele disse no Twitter:

“No aniversário do projeto que leva o nome de Rondon, grande brasileiro notabilizado pela defesa dos povos indígenas, registro meu absoluto respeito e admiração pelas Forças Armadas Brasileiras e a sua fidelidade aos princípios democráticos  da Carta de 88.

Não me furto, porém, a criticar a opção de ocupar o Ministério da Saúde predominantemente com militares. A política pública de saúde deve ser pensada e planejada por especialistas, dentro dos marcos constitucionais. Que isso seja revisto, para o bem das FAs e da saúde do Brasil.”

Ontem, o ministro do STF disse não ser aceitável o “vácuo” no comando do ministério em meio à pandemia e afirmou que, se o objetivo de governo é tirar o protagonismo da pasta, então “o Exército está se associando a esse genocídio“.

Em resposta, sem citar o nome de Gilmar Mendes, o Ministério da Defesa divulgou uma nota em que menciona os feitos das Forças Armadas durante a pandemia.

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

  • Veronica -

    Quando esse senhor vai se aposentar? Não fará falta nenhuma para o judiciário brasileiro, ou melhor, será um alivio para o combate à corrupção no Pais

  • Sergio -

    Gilmar o STF devia ser formado por Juízes.

  • Marcos -

    Gilmarzinho,se aposenta ! Vai pra casa que vc merece . Desaparece .

Ler 294 comentários