Gilmar vota por livrar deputado preso

Gilmar Mendes votou pela suspensão da condenação do deputado João Rodrigues (PSD-SC), que cumpre pena de 5 anos e 3 meses de prisão na Papuda, no regime semiaberto.

Ele teve um recurso contra a condenação negado em fevereiro pela Primeira Turma do STF, que determinou o cumprimento da pena por crimes em licitações.

Gilmar Mendes disse que houve erro, porque os crimes teriam prescrito, já que passaram mais de 8 anos entre a condenação na 1ª instância e o julgamento do recurso.

Rodrigues dorme à noite na prisão e quer suspender a pena para assumir novo mandato na Câmara.

A bomba-relógio que vai estourar no colo de Jair Bolsonaro. E no seu

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 78 comentários
  1. Tem gente que brinca com a sorte. Um dia vamos ver essa cena : ” Puxa , quando eu era ministro dei tantos HC, livrei vários ladrões do colarinho branco , ..,hoje eu que preciso de um HC . “

    1. Já que não sabes, respondo: deve ser o espirito natalino, não é? Ele gosta de fazer o bem a todos, especialmente nessa época

  2. o $TF da vergonha nunca decepciona os bandidos! eles estão lá pra isso! Bolsonaro e Moro tem que cuidar bem do $TF se não, não vamos ter avanços! baixar aposentadoria, ser só corte constituciona

  3. Não aguento mais falar que esse pilantra, vigarista, FDP mandou soltar mais um bandido. Está faltando alguém para dar um basta neste elemento, o maior inimigo da moralidade no país neste momento.

  4. Se o crime prescreveu por lentidão da justiça, a responsabilidade deve ser imputada a esta, que, assim, deve dar continuidade ao julgamento ou manter a sentença. Não temos nada a ver com isso.

  5. Esse é o voto do guardião da Constituição. Como um lobo tomando conta do galinheiro. Só Deus para nos tirar dessa, pque para os homens deste país(se é que os há) parece ser uma tarefa muito d