Gim esvaziou o cofre antes da prisão

Em ofício a Teori Zavascki, Sérgio Moro afirma que, antes de ser preso e ter os bens confiscados, o ex-senador Gim Argello aprontou mais uma.

Ele “esvaziou suas contas-correntes e as de suas empresas antes da efetivação da medida”, disse Moro, segundo o Correio Braziliense.

Foram confiscados R$ 46 mil, do total de R$ 5 milhões determinados pela Justiça.