A girafa de Gaspari

Elio Gaspari recomenda que Jair Bolsonaro ceda ao achaque do Congresso Nacional.

Ele diz:

“No dia 2 de janeiro, Jair Bolsonaro deverá abrir a quitanda e em fevereiro instala-se a nova legislatura. Só então começará o jogo, com a remessa ao Congresso das diversas emendas constitucionais prometidas pelo candidato. Elas precisam de três quintos dos votos da Câmara e do Senado.

Cada parlamentar tem sua legítima agenda de defesa dos interesses de sua base eleitoral. O toma lá dá cá faz parte da vida política, desde que se esclareça o que se toma e o que se dá. Por exemplo: um deputado de uma bancada temática vai ao governo com um pedido para que se autorize o funcionamento de uma faculdade de medicina na sua região.

O pleito pode ser justo e o projeto, impecável. Pode também ser uma girafa (…).

Não existe governo que possa conviver com o Congresso sem que haja um sistema de trocas com os parlamentares.”

Se um deputado precisa chantagear o governo em troca de seu voto, é claro que se trata de uma girafa.

 

Os generais acompanham as primeiras ações do futuro governo — e não aprovam tudo... LEIA AQUI

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Ora Gaspari o que Bolsonaro é contra, e nós também é o toma lá da cá da corrupção, dos interesseiros. Um pedido para atender uma objetivo justo faz parte de um governo honesto e justo.

Ler mais 96 comentários
  1. Ora Gaspari o que Bolsonaro é contra, e nós também é o toma lá da cá da corrupção, dos interesseiros. Um pedido para atender uma objetivo justo faz parte de um governo honesto e justo.

  2. Conheço Élio Gáspari há uns 50 anos !!! Fico a pensar … 🤔🤔🤔🤔 será que ele pode estar sendo vítima do mal de Alzheimer ??? Tenho julgado seus comentários tão despropositados !

  3. Vejam só em quem vocês acreditaram o tempo todo, para comandar suas cabeças quanto a política, tratando-se de opinião. Colunistas de merda. Vagabundos. Bolsonaro chegou. O patrão de vcs vai fica

    1. É também um velho caquético que vive das reminicências da “ditabranda” para se manter como “importante consultor político”!

  4. Um deputado que sabe que determinado projeto é benéfico ao país (por exemplo a reforma previdenciária) vai deixar de votar nele porque o governo não atendeu a um projeto da sua base eleitoral?

  5. A troca de interesses em favor do povo de qualquer canto do Brasil, é válido. O que não pode é usar dinheiro e colocá-lo no próprio bolso deixando o povo sem saúde sem alimento sem segurança s

  6. Acredito que tudo ao seu tempo, se a reforma é para o bem do País, que se faça sem troca e vamos resolvendo os problemas aos poucos, agora, sabemos que o que se pede em troca é grana na mala, na c

  7. Querem saber, tudo tem de ser aberto e transparente. As negociações, as propostas, as contrapartidas. Tudo. A forma de não virar refém é essa. Bote tudo nas redes, grave, registre, filme.

  8. Ele conjecturou exemplo lícito. Sabemos que o toma-lá-dá-cá não é esse que ele menciona. Óbvio que a contrapartida tem de ser legítima e lícita, se não seria oportunidade para corrupção.

    1. A corrupção e seus mecanismos se alastrou de tal maneira na sociedade brasileira como um câncer em metástase chegando ,claro,em diversos meios de comunicação também.Infelizmente.

  9. Ou seja Elio Gaspari, mas uma vez não escreveu nada. Minha impressão é de que o referido jornalista se encontra na fase inicial do mal de Alzheimer, pois o que tem escrito de besteiras é uma enorm

  10. Gurovitz também soltou uma dessas… dizendo que o Bolsonaro só teria 02 formas de se relacionar com o congresso (corrupção ou toma lá dá cá)… esse pessoal já está velho… não vê q mudou

  11. É o comunista louvando os métodos que acusa nos capitalistas! É excentricidade irreal pragmaticamente e dialeticamente real; se mudar estraga tudo! Esperança de sociopata rezando!

  12. Negociação é diferente de toma lá dá cá. Esse segundo é sempre com interesses duvidosos, interesses só partidários, em total distância aos interesses da população. O primeiro é necessári

  13. Se as negociações não forem em cima de”cargos”, de postos de roubalheira, se for em cima de projetos, benefícios legítimos p/ uma base eleitoral,nenhum problema! Isso é a vida, é o universo.

  14. Uma coisa é negociar com o governo, baseado em pleitos que sejam importantes. Outra é achacar o presidente para conseguir verba em troca de sei lá o que. Não tem que ceder a nenhum vagabundo de te

  15. No mínimo interessante … uma pessoa com o currículo impecável de Elio Gaspari, convivendo com a prática delitiva amplamente adotada pelo LuloPeTismo. Talvez defendendo-a. Estou te estranhando El

  16. Elio Gaspari poderia voltar para a Itália, de onde nunca deveria ter saído, junto com o assassino Battisti. O pensamento desse carcamano é do velha política do compadrio e patrimonialismo.

  17. Bom a própria Definição de Política é a “arte de negociar”o lógico é q atenda o interesse público, Ameaças de corrupção devem ser denunciadas,enviadas a justiça e seu autores PRESOS👿

    1. Ou, um cruzamento dela com cascavel. Todos jornalistas que escrevem na FSP são pestistas carnais. O dinheiro compra tudo, até amor verdadeiro (Nelson Rodrigues). Dinheiro, sabemos, é o que mais tê

  18. Pode ser mudado expondo quem propõe pactos perniciosos para a Sociedade. Quanto a defesa de posições, faz parte da democracia, como faz parte negociar o que é melhor para a sociedade como um todo.

    1. Tem também a ração jabá para defender a reforma da previdência, a maior campanha já patrocinada por bancos através de press releases e jabás.

  19. Os jornaleiros esquerdopatas insistem em pautar Bolsonaro!!! Insistem que as práticas escusas são legitimas!!! Querem a todo o instante que Bolsonaro ceda 1mm para que avancem 1km em defesa do PT!!!

  20. Li poucas vezes os textos deste colunista. Sempre percebi, porém, um claro viés pró-PT. Ou esquerdista. Pode ser impressão minha, mas depois de um tempo eu já havia parado de ler. Não me interes

  21. Os caros políticos não esqueçam que estamos de olhos, muitos já foram varridos nessa eleição, e se não apoiarem as reformas, se preparem para ser varridos na próxima, simples assim, acabou a m

  22. Muitos jornalistas não entenderam que as coisas mudaram no dia 7 de outubro. Bolsonaro tem apoio da maioria da população que votaram pela mudança. Usar as redes sociais será fundamental.

  23. Não Elio Gaspari mesmo que o pleito não seja uma girafa é chantagem e safadeza condicionar o seu voto a um projeto essencial para o país para apoiar uma não girafa. Gaspari você é desonesto.

  24. Gaspari ainda não entendeu porque Bolsonaro foi eleito. Os pleitos parlamentares legítimos serão ouvidos e, na medida do possível, atendidos. Em contrapartida, as medidas seriam aprovadas.

  25. Toma lá o povo, da cá seu apoio. A moeda de troca do Bolsonaro é o povo já sem paciência com políticos corruptos, o mesmo vale para criminosos togados e jornalistas a venda. Nova era…

  26. Élio é o típico analfabeto funcional à serviço da imprensa pré paga. Ele finge que negociar projetos, coisa que é a razão de existir de um governo, equivale à corrupção de seus deuses esque