Gleisi admite que usou os capangas do Senado

Gleisi Hoffmann, em nota, admitiu ter pedido aos capangas do Senado a varredura de seus telefones:

“Logo após a operação de busca e apreensão realizada em minha casa em Brasília e em Curitiba, com a prisão de meu marido Paulo Bernardo, solicitei ao Senado que a Polícia Legislativa, dentro de suas atribuições legais, fizesse uma verificação e uma varredura eletrônica nas residências. Fiz o pedido formalmente. Tem processo no Senado com autorização formal para isso”.

E mais:

“Fazer isso não configura obstrução alguma. Apenas queria ter informação de segurança sobre minha residência”.

Gleisi Hoffmann ainda não foi presa.

Mais notícias
TOPO