Gleisi é barrada de novo na carceragem

Gleisi Hoffmann e o tesoureiro do PT, Emídio de Souza, foram proibidos de entrar hoje na sala onde o chefe está preso na sede da PF em Curitiba, relata o Estadão.

O único político autorizado a entrar foi o poste oficial de Lula, Fernando Haddad, ainda constituído como integrante da equipe de advogados do condenado.

Apesar de Gleisi ter tentado se passar por “advogada eleitoral” de Lula, a ordem para barrá-la –da juíza Carolina Lebbos, a pedido do MPF– continuou valendo.

A senadora saiu esbravejando e comparando a decisão da juíza à “ditadura militar”. Ontem, aconteceu o mesmo.

Gleisi tentou dar ‘carteirada’ para visitar Lula

Comentários

  • Dirce -

    Li muito sobre a Juíza Carolina Lebbos. Jovem, discreta, responsável, técnica e outras qualidades mais. Gilmar Mendes deveria ter umas aulas com ela.

  • Marino -

    Para conhecer e entender melhor a ditadura militar a senadora precisa conhecer um coronel que tome viagra......ai sim.........................

  • elisabeth -

    Tudo para Gleisi se compara a ditadura militar, mas ela não diz que a ditadura dela e do PT, já atrasaram nosso país em 50 anos. Deixe as eleições correrem sem trambiques, Maldita baixaria.

Ler 84 comentários