Globo e Folha suspendem plantão no Alvorada por falta de segurança

Globo e Folha suspendem plantão no Alvorada por falta de segurança
O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no Palácio da Alvorada

O Grupo Globo e a Folha de S.Paulo anunciaram hoje que suspenderão temporariamente a cobertura jornalística na porta do Palácio da Alvorada.

O vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet, comunicou a decisão em carta a Augusto Heleno, o chefe do GSI.

Segundo o G1 –um dos veículos do grupo, que inclui a TV e jornais como O Globo e Valor– “apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que são levados a ficar lado a lado com os jornalistas, apenas com uma grade entre os dois grupos, têm insultado de forma cada vez mais agressiva os profissionais de imprensa, de todos os veículos, que estão ali trabalhando”.

A Folha, por sua vez, afirmou que “o jornal pretende retomar a cobertura no local somente depois das garantias de segurança aos profissionais por parte do Palácio do Planalto”.

Além dos insultos dirigidos à imprensa pelo próprio Jair Bolsonaro, bolsonaristas já hostilizaram e agrediram fisicamente profissionais de imprensa, no Alvorada e em manifestações diante do Palácio do Planalto.

Leia também: Bolsonaro mandou investigar Witzel?
Mais notícias
TOPO