Globo informou em setembro que não faria debates virtuais

Globo informou em setembro que não faria debates virtuais
Reprodução

O desespero dos psolistas com o cancelamento do debate de hoje na Globo —após Guilherme Boulos ter sido diagnosticado com Covid-19— é visível nas redes sociais. No Twitter, por exemplo, “TV Globo” está entre os assuntos do momento.

No entanto, em setembro a emissora já avisava que não faria debates virtuais durante a pandemia da Covid-19.

No dia 21 daquele mês, a Globo divulgou longa nota explicando por que cancelara as entrevistas em estúdio e descartava a possibilidade de debates remotos.

O Antagonista transcreve o quinto parágrafo da nota:

“A alternativa de fazer um debate de forma remota não é possível. Os candidatos precisam ser tratados de forma equânime e ter as mesmas condições, e o público precisa perceber isso. Um candidato pode injustamente ser acusado de estar com ponto eletrônico, de estar recebendo ajuda de assessores, por exemplo. A transmissão pode cair num momento importante do debate, e a Globo ser injustamente acusada de ser a culpada ou, da mesma forma, e também de forma injusta, o candidato ou sua campanha serem acusados de terem provocado a interrupção para fugir de um momento difícil.”

Clique aqui para ler a íntegra do comunicado divulgado pela emissora em setembro.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 24 comentários
TOPO