Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Gorinchteyn atribui recorde diário de mortes em SP a represamento de casos

Gorinchteyn atribui recorde diário de mortes em SP a represamento de casos
Reprodução/Governo do Estado de São Paulo/YouTube

O secretário de Saúde Jean Gorinchteyn disse nesta quarta (24) que o estado de São Paulo registrou 1.021 mortes ontem porque um número grande de óbitos ficou represado, após uma mudança no sistema por parte do Ministério da Saúde.

“Ontem nós tivemos aportados 1.021 casos de óbitos apresentados. Nós até discutimos que esse número de casos era acima da média, mas deveria ser sim considerado. Podendo se relacionar com eventual possibilidade de casos que não haviam sido colocados e aportados“, disse Gorinchteyn.

“Hoje novamente tivemos uma outra questão envolvida, que é a mudança do sistema Sivep-Gripe, pelo Ministério da Saúde, fazendo alterações especialmente nos aportes de dados com incrementos de registros como número de CPF, cartão SUS, o que burocratizou a informação para os próprios municípios. Dessa maneira, burocratizar sem avisar fez com que nós não tivéssemos aportado por grande parte do número de municípios do País o número real de óbitos. Dessa maneira, nós tivemos 24,3% de queda do número de óbitos em relação a ontem, só sendo aportados 281 casos, o que trouxe e chamou bastante atenção para uma queda tão pronunciada e não esperada para esse momento”.

O Antagonista pediu um esclarecimento à Secretaria da Saúde, para entender o cálculo feito pelo secretário.

Ao responder a perguntas de repórteres, Gorinchteyn disse que o número de 281 casos ‘aportados’ hoje é menor do que o real. O acréscimo de dados, disse, muitos dos quais “não têm importância”, ‘retarda’ a inclusão das informações.

O secretário prevê que os números de mortes seguirão represados ao longo da semana, resultando em novos picos registrados no fim de semana.

A ocupação de leitos de UTI na Grande São Paulo hoje é de 91,7%; era de 91,3% na segunda-feira (22.) No estado como um todo, a ocupação é de 92,3%; era de 91,2% na segunda-feira.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO