Governador de MT compra jatinho com dinheiro de delação; CNJ suspende negócio

Governador de MT compra jatinho com dinheiro de delação; CNJ suspende negócio
Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes, comprou um jatinho para uso oficial com recursos do Tribunal de Justiça do estado obtidos por meio de acordos de colaboração premiada. A aeronave, Cessna Citation C550, custou R$ 8,5 milhões.

A compra, em plena pandemia, repercutiu mal e a ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Conselho Nacional de Justiça, determinou a suspensão do repasse e o cancelamento da compra.

Segundo ela, “se há valores em conta judicial, o procedimento adequado é a conversão em renda ao tesouro, não a entrega direta por meio de Protocolo de Intenções”.

“Mais grave, o Poder Judiciário e o Ministério Público não podem reverter valores perdidos em favor do erário ao seu próprio benefício. Por bom senso e, até mesmo, por moralidade, os órgãos encarregados da persecução penal não devem ter interesse na destinação dos valores confiscados.”

Mendes (DEM) defendia a compra do jatinho, alegando economia os cofres públicos. Segundo ele, seu antecessor, Pedro Taques, gastou quase R$ 20 milhões em táxi aéreo.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO