ACESSE

Governador teria beneficiado filho de ministro do STJ, diz jornal

Telegram

A Folha informa que o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), editou uma lei em 2016 sob medida para que o procurador Leonardo Campos Soares da Fonseca fosse cedido ao TSE em Brasília. Dessa forma, ele se mudou de Paranaíba (MS) para a capital federal.

Leonardo é filho de Reynaldo Soares da Fonseca, ministro do STJ.

O Governo de Mato Grosso do Sul afirma que a requisição ao TSE seguiu previsão do código eleitoral. A Procuradoria do Estado, no entanto, rebate a versão, dizendo que Leonardo não foi requisitado.

A transferência ocorreu em resposta a consulta de Gilmar Mendes, então presidente do TSE. O ofício encaminhado por Gilmar ao governo de MS era descrito como “cessão de servidor”.

Bolsonaro está no Palácio. E a militância virtual também. CONFIRA

Comentários

  • Luis -

    CANALHICE + COVARDIA +. CRETINICE !!!!! Fora.... #@VAGABUNDOS !!!!!

  • Maria -

    gilmal em mais uma falcatrua!

  • Paulo -

    Esse país realmente é uma latrina , graças a homens como gilmar mendes...

Ler 15 comentários