Governadores pedem mais recursos contra o crime

Vinte governadores reunidos hoje no Acre –num encontro ao qual Michel Temer deixou de ir, devido à sua internação– pediram mais dinheiro e mais participação do governo federal no combate ao crime organizado.

Os governadores assinaram um documento que batizaram de “Carta de Rio Branco”.

O texto propõe, relata O Globo, um Sistema Nacional de Segurança Pública, uma força-tarefa integrada contra crimes nas fronteiras, a integração das atividades de inteligência dos governos estaduais e federal e liberações emergenciais de recursos do Fundo Penitenciário Nacional.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 19 comentários
  1. *Não deem …!!!!
    Eles usam o crime organizado para proveito próprio…!!
    GOVERNADOR NA ATUAL CONJUNTURA É MALANDRO…!!!
    TEM QUE TER CONTRA-PARTIDA…!!!
    NADA DE FAVORES PARA ESSA BANDIDAGEM…!!!

  2. Uai! É só cada um deles devolver o que roubou do povo brasileiro até agora que aparecerão bilhões de reais, se não chegar aos trilhões. Eles são os verdadeiros criminosos do Brasil. Canalhas!

  3. Lá vem os governadores querendo roubar ainda mais. E quem vai acreditar que os políticos fasrão alguma coisa em prol do povo? Criminosos não combatem criminosos. Chega de verba emergencial, fingindo que roubo mudou de nome.

  4. Metade do dinheiro não vai chegar ao seu destino. Do tesouro federal até chegar ao destino final, que é as ações efetivas tem um longo caminho. O dinheiro vai se perdendo por esse caminho. Cada um dá uma “mordidinha”. Chegará ao seu destino só metade. Da mesma forma, são as emendas parlamentares.

    1. Talvez seja bem menos mesmo. Ou, às vezes, não chega nem um centavo. Quantas obras simuladas em documentos, e, quando se vai ao local, só existe mato. Quantas simulações de prestações de serviços por OS, OSCIP, ONG etc, e, na prática, é só fachada. Pensando melhor, estamos mais lascados do que imaginamos.