Governistas tentam enterrar CPI adiando para ano eleitoral

Governistas tentam enterrar CPI adiando para ano eleitoral
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Como publicamos mais cedo, Eduardo Gomes, o líder do governo no Congresso, defendeu que a CPI da Covid só seja instalada após a vacinação de todos os senadores, servidores, terceirizados e jornalistas que atuam no Legislativo.

Na prática, a ideia é empurrar as investigações para 2022, ano eleitoral, o que poderia sepultar a apuração sobre as omissões do governo Bolsonaro na pandemia.

LEIA AQUI a reportagem de Helena Mader na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO