Governo autoriza aumento de teto para remunerar executivos da Petrobras

Governo autoriza aumento de teto para remunerar executivos da Petrobras
Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil / CP

Apesar das críticas de Jair Bolsonaro ao salário do presidente da Petrobras, o governo autorizou nesta quarta (14) aumento de 8,5% do valor reservado pela estatal para remunerar seus executivos, registra a Folha.

A aprovação se deu em assembleia de acionistas precedida por uma disputa judicial, na qual os sindicatos de trabalhadores da empresa tentam suspender mudanças no plano de saúde e, consequentemente, o pagamento de dividendos aos acionistas pelo lucro de 2020, que foi inflado pelas alterações no benefício.

Na assembleia, a União votou a favor da reserva de R$ 47 milhões para remuneração dos diretores da companhia, alta de 8,5% em relação ao ano anterior. Com 50,5% das ações votantes, o governo tem a palavra final.

Um dos argumentos de Bolsonaro para demitir Roberto Castello Branco da chefia da empresa, em fevereiro, foram os altos salários. “Alguém sabe quanto ganha o presidente da Petrobras? R$ 50 mil por semana? É mais do que isso por semana. Então, tem coisa que não está certa”, disse o presidente na época.

Os acionistas também aprovaram a distribuição de R$ 10,3 bi em dividendos referentes ao ano passado. O pagamento chegou a ser suspenso pela Justiça hoje de manhã, mas a Petrobras reverteu a decisão antes da assembleia.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO