Governo barra entrada de estrangeiros por mais 30 dias

Governo barra entrada de estrangeiros por mais 30 dias
Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, terceiro maior aeroporto do Brasil com pouca movimentação de passageiros

O governo de Jair Bolsonaro decidiu barrar a entrada de estrangeiros no país por 30 dias, durante todo o mês de julho. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

O Brasil já havia prorrogado algumas vezes a validade de uma portaria que restringia a entrada de pessoas vindas de outros países, em função da pandemia de Covid-19.

Segundo o texto, “fica restringida, pelo prazo de trinta dias, a entrada no país de estrangeiros de qualquer nacionalidade, por rodovias, por outros meios terrestres, por via aérea ou por transporte aquaviário”.

Entre as exceções, estão estrangeiros com “visto de visita concedido para estada de curta duração, sem intenção de estabelecer residência, ou daqueles para os quais o visto de visita seja dispensado, com finalidade de realizar atividades artísticas, desportivas ou de negócios”.

A medida é assinada pelos ministros Braga Netto, André Mendonça, Tarcísio Freitas e Eduardo Pazuello.

Nesta semana, a União Europeia oficializou a decisão de não permitir a entrada de brasileiros em seu território até que o país controle a propagação do novo coronavírus.

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
  • PAULO -

    É bom mesmo não permitir a entrada de estrangeiros, isso serve para protege-los da ineficiência do Estado brasileiro em tratar da pandemia.

  • Ricardo -

    E tem algum louco querendo entrar aqui...mais um Portaria inócua...!!!

  • Carlos -

    Bolsonaro poderia ter feito isso em FEVEREIRO, mas foi omisso, nem fiscalizou aeroportos, não comprou respiradores, testes. Agora faz essa palhaçada, trocou fechadura de porta arrombada não

Ler 11 comentários
TOPO