ACESSE

Governo corta coronavoucher de 565 mil por pagamento indevido

Telegram

Relatório do TCU informa que 565,3 mil beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600 mensais, pago durante a pandemia do novo coronavírus, foram excluídos do cadastro do governo em maio após se verificar que eles não tinham direito ao benefício, registra a Folha.

Todos eles receberam a primeira parcela do “coronavoucher” em abril, mas depois se constatou que eles não cumpriam os requisitos necessários.

Segundo documentos do Ministério da Cidadania enviados ao TCU, entre os recebedores indevidos do auxílio constam pessoas que estão no cadastro de mortos da Receita Federal.

Há também militares, brasileiros que moram no exterior, presidiários e gente com mandado de prisão em aberto entre os beneficiários.

 

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

  • Claudete -

    É..brasileiro ñ ajudaa ser levado a sério

  • Nilda -

    Engeheiros, advogados, nutricionistas etc. E os camelôs sem receber. Isto q é País.

  • Brasil -

    O VEÍO DA HAVAN, AQUELE BROCHA VESTIDO DE VERDE TIPO ZÉ CARIOCA TAMBÉM RECEBEU ISSO DAÍ TALQUEI?

Ler 9 comentários